Novo coronavírus: orientações regulamentares e de segurança

As equipas de conformidade legal e de segurança da Stericycle estão a acompanhar de perto o surto do novo coronavírus 2019-nCoV, particularmente o desenvolvimento feito no controlo de infeções relacionadas com a gestão adequada dos resíduos hospitalares produzidos durante o tratamento de pacientes infetados pelo vírus.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) determinou que:
- os resíduos produzidos durante a prestação de cuidados ao caso suspeito ou confirmado de infeção por 2019-nCoV são considerados resíduos Grupo III – risco biológico, e descartados de acordo com os procedimentos de rotina internos;
- a triagem dos resíduos é realizada no local de produção;
- os resíduos do Grupo III - risco biológico, são colocados em saco descartável branco, com espessura de 50 ou 70 mícrons, preferencialmente com dimensões adequadas ao volume descartado;
- após devidamente encerrado com abraçadeira, o saco é colocado no contentor rígido, onde será encaminhado para autoclavagem;
- a manipulação e o transporte dos recipientes dos resíduos devem ser limitados ao estritamente necessário;
- as áreas de recolha intermédia de resíduos hospitalares são sempre restritas e devem estar devidamente assinaladas.
 
A DGS criou uma página de informações sobre prevenção e controlo de infeções. A Stericycle manterá os seus clientes e colaboradores informados sobre os desenvolvimentos regulamentares significativos.
Para reduzir o risco associado à gestão de resíduos contaminados com 2019-nCoV, a Stericycle tem implementado um procedimento específico. O procedimento foi desenvolvido para proteger os colaboradores e as instalações dos nossos clientes, os nossos próprios colaboradores e a comunidade.

Se é cliente Stericycle e está perante um processo de tratamento de um paciente infetado com 2019-nCoV, entre em contato com a Stericycle para saber mais sobre os nossos procedimentos específicos para este tipo de resíduos.

808 200 246
info.portugal@stericycle.com